Especulações a parte, tudo indica que um futuro não tão distante se aproxima. A empresa, líder em processadores no mundo, anunciou, o protótipo de seu chip quântico de 49 qubits, o qubit é uma simplificação do bit quântico. Na computação atual, temos como base o bit “normal”, que, no modelo simbólico criado para facilitar a nossa compreensão, representa o valor 0 ou 1. Já um qubit pode assumir 0, 1 ou uma superposição de ambos os valores. Esta lógica deve permitir que os computadores quânticos solucionem problemas em áreas como inteligência artificial e meteorologia que sejam complexas o suficiente para exigir anos para serem resolvidos pela computação tradicional.

Brian Krzanich, CEO da Intel, que apresentou o chip, embora os detalhes técnicos não tenham sido revelados, mas o executivo apontou que o “Tangle Lake”, como o dispositivo foi chamado, é um processador de 49 bits. Este é um detalhe importante, porque há pouco tempo que a Intel apresentou um chip de 17 qubits. Além disso, o projeto alimenta a rivalidade com a IBM que também apresentou seu processador quântico.

A empresa não deu nenhum detalhe sobre como e principalmente quando os chips quânticos estariam realmente em operação e ainda mais quando a empresa pretende disponibilizá-los para os consumidores em geral. Muitos criptógrafos acreditam que um processamento quântico poderia quebrar o hash (que existe hoje) da função criptográfica do Bitcoin e de outras moedas do mercado.

IOTA UM PASSO À FRENTE

Existem 2 aspectos concretos para essa “ameaça quântica” que a IOTA resolve. Primeiro é a questão comummente conhecida da assinatura criptográfica. IOTA usa exclusivamente algoritmos criptográficos quânticos resistentes que são imunes a este tipo de ataque de força bruta, cujos projetos de cadeia de bloco atuais estão abertos.

A segunda questão que a IOTA resolve é mais obscura e menos conhecida, isto é o que o próprio Emaranhado resolve diretamente sobre o Blockchain. Um computador quântico escalado que é configurado para o meu através do algoritmo da Grover superará substancialmente os mineiros com hardware clássico. Isso só pode ser atenuado por mineiros legítimos que também usam o Quantum Computers, o que, é claro, é completamente inviável no futuro previsível e levaria a uma centralização extrema. O Emaranhado evita isso: o Emaranhado diminui 1 milhão de vezes o impacto de um ataque de consenso de QC. Isso obtém técnicas muito rápidas e aqueles que desejam ler sobre isso com mais detalhes devem verificar o White Paper do Emaranhado.